PERFECT MATCH

PERFECT MATCH

HOTEL EUROPA
Estreia Absoluta
AUTOR(ES)
André Amálio
Tereza Havlíckova
DATA
29 e 30 Maio
19:00
DURAÇÃO
90’
LOCAL
BILHETES
CLASSIFICAÇÃO
M/12
PARTILHAR

Sinopse

Perfect Match é um espetáculo de teatro documental sobre a importância do amor e das relações amorosas nas migrações que marcaram o século XX em Portugal. Voltamos ao passado, à fuga de milhares de pessoas da miséria durante o Estado Novo, e refletimos sobre o presente, os novos movimentos migratórios muitas vezes vistos como uma ameaça. De que forma as relações amorosas são marcadas e condicionadas pelos movimentos de migração de pessoas na Europa? Como respondeu e responde o amor a estas situações extremas?
O guião foi construído a partir de testemunhos e das histórias e experiências de vida dos intérpretes, nascidos em países muito diferentes: Brasil, Colômbia, República Checa, França, Grã-Bretanha e Itália.
Perfect Match abre um novo capítulo no percurso da companhia Hotel Europa — o tema das migrações.

Bio

Hotel Europa

Companhia formada por André Amálio (Portugal) e Tereza Tereza Havlíčková (República Checa).

Têm vindo a desenvolver espetáculos de teatro documental que exploram as fronteiras entre teatro, dança e performance. Utilizam no seu trabalho uma sobreposição de material autobiográfico, narrativas familiares, histórias nacionais, testemunhos, entrevistas e pesquisa historiográfica. Abordam questões não discutidas na sociedade atual sobre o passado recente ligadas ao colonialismo, fascismo e comunismo, procurando estabelecer pontes entre o passado e o presente. Também discutem nos seus trabalhos questões atuais como a migração, o ambiente e a gentrificação. A companhia Hotel Europa criou os espetáculos “Hotel Europa” (2010), “AmálioVsAmália” (2011), “TV Heroes” (2012), “FÉ” (2013), “KinoWaltz” (2014) e mais recentemente o espetáculo “Portugal Não É Um País Pequeno (2015)”, “Passa-Porte” (2016), “Libertação” (2017), “Amores Pós-Coloniais (2019)”, “Filhos do Colonialismo” (2019), “Agora que não podemos estar juntos” (2020), “Filhos do Mal” e “Amores na Clandestinidade” (2021).

O trabalho da Hotel Europa foi apresentado em Portugal, Brasil, França, Alemanha, República Checa e Eslováquia.

 

André Amálio

Artista, ator e encenador tem desenvolvido o seu trabalho sobre teatro documental, autobiográfico, memória, pós-colonialismo e passado colonial. Bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Doutorou-se na Universidade de Roehampton e tem um mestrado em Artes pela Goldsmiths College. Lecionou na Universidade do Minho, tendo ensinado encenação, criação e teatro documental no curso de Teatro da ESAD e na HAMU (Faculdade de Artes Performativas de Praga). Participou em espetáculos dirigidos por Anna Furse, Antónia Terrinha, Giacomo Scalisi, João Brites, Lúcia Sigalho, Luís Castro, Madalena Vitorino, Marie-Gabrielle Rotie, entre outros.

Fundou com Tereza Havlícková a companhia HOTEL EUROPA para a qual criou os espetáculos “Portugal não é um país pequeno” (2015), “Passa-Porte” (2016), “Libertação” (2017), “Amores Pós-coloniais” (2019), “Filhos do Colonialismo” (2019), “O Fim do Colonialismo” (2019), “Agora que não podemos estar juntos” (2020), “Filhos do Mal” e “Amores na Clandestinidade” (2021).

Os seus espetáculos têm sido apresentados em Portugal, Brasil, França, Alemanha, Reino Unido, República Checa e Eslováquia.

 

Tereza Havlícková

Começou a sua carreira como bailarina ao completar o seu BA Dance Theatre, no Laban Centre em Londres e depois formando-se na Goldsmiths University, em MA Performance Making. Está particularmente interessada na exploração multidisciplinar do movimento, do texto e de formas visuais, bem como da utilização de material autobiográfico. Trabalhou e estudou com artistas como Graeme Miller, Marie Gabrielle Rotie, Twitchin Mischa, Steve Paxton e trabalhou com Firenza Guidi, Etta Ermini, Anna Furse, Ajaykumar, Petr Bohác, Mirenka Cechová e Madalena Vitorino. Desde 2013, faz parte da Spitfire Company em Praga.

Fundou com André Amálio a companhia HOTEL EUROPA para a qual criou os espetáculos “Portugal não é um país pequeno” (2015), “Passa-Porte” (2016), “Libertação” (2017), “Amores Pós-coloniais” (2019), “Filhos do Colonialismo” (2019), “O Fim do Colonialismo” (2019), “Agora que não podemos estar juntos” (2020), “Filhos do Mal” e “Amores na Clandestinidade” (2021).

Os seus espetáculos têm sido apresentados em Portugal, Brasil, França, Alemanha, Reino Unido, República Checa e Eslováquia.

Ficha Técnica

Criação
André Amálio
Tereza Havlíckova

Elenco
Edison Otero
Laurence Alliston-Greiner
Lydie Bárbara
Ricardo Cruz
Simone Carugati
Tereza Havlíčková

Desenho de luz e direção técnica
Joaquim Madaíl

Produção executiva
Maria João Santos

Co-produção
FITEI
Temps d’Images

Residências
Armazém 22

Fotografia
Estelle Valente

Apoios
A Hotel Europa é financiada pela República Portuguesa – Cultura/Direção-Geral das Artes