TEMPS D'IMAGES 2012
20 SET > 20 DEZ
   
         
   
         
   
         
   
         
   
         
   
         
   
         
   
 
 
carlota lagido e miguel bonneville
A ROOM FULL OF DIRT
   
 

Ambos temos vindo a insistir - nos nossos trabalhos - na ideia da experiência individual como processo social, rompendo assim com a distinção entre público e privado, tal como na ideia de que a identidade não é estanque ou linear e que deve ser entendida como um processo de auto-consciência. Assim, aquilo que procuramos agora é um escape dos julgamentos a que somos expostos, do tumulto ruidoso das cidades, do apego vicioso das tecnologias, no fundo, do afastamento crescente da percepção dos nossos corpos e das nossas identidades; das nossas verdadeiras vontades. O tempo é-nos preenchido involuntariamente. As distracções são constantes e quase exigidas. Impedem-nos de pensar.
Nesta peça pretendemos então recriar uma paisagem familiar, em toda a sua transitoriedade e em toda a sua decadência; apresentar uma compilação ou abstracção de memórias de outros tempos. Queremos falar de tudo o que deixámos para trás, da involuntária e inerente saudade, dos nossos sonhos perdidos. Como visitar um sótão repleto de tudo aquilo que, por uma ou outra razão, foi ficando esquecido - as nossas aspirações, as nossas vontades, as nossas visões românticas de reconhecimento e de estrelato. E pretendemos que seja claro que, o espectador que se deparar connosco, com esta obra, possa responder com uma contemplação catártica.
A Room Full Of Dirt é, acima de tudo, o movimento de dois corpos à procura do mesmo: ultrapassar o medo.

 
Concepção, interpretação, cenografia e figurinos: Carlota Lagido & Miguel Bonneville
Desenho de Luz: Diogo Melo
Fotografia: Joana Linda