TEMPS D'IMAGES 2009
29 OUT > 22 NOV
   
         
   
         
   
         
   
         
   
         
   
         
   
 
   
 
 
frame research
PROGRAMA VÍDEO DANÇA
   
 

FRAME é o nome do festival de vídeo-dança que tem vindo a acontecer nos últimos anos e que assenta no contexto híbrido composto pela dança e pela imagem filmada. Em resultado das múltiplas abordagens possíveis deste propósito surge agora o FRAME research, no qual sobressai a vertente mais comprometida com a interacção entre as novas tecnologias e as artes performativas. Assim, apresenta-se um programa abrangente que inclui mini-documentários, trabalhos experimentais e obras específicas de vídeo-dança.
Durante vários anos apresentámos um festival de vídeo-dança denominado FRAME, cujo propósito era apresentar ao público trabalhos resultantes da criação de um contexto híbrido de duas linguagens: a dança e o vídeo/filme. O vídeo-dança ainda é uma terminologia indefinida, extremamente moldável e cujas possibilidades estão sempre a ser conduzidas a extremos. Uma câmara fixa e uma pessoa a mover-se pode dar origem a uma obra de vídeo-dança. Uma grande produção também. Uma sequência de movimentos improvisados pode gerar um excelente trabalho. Uma coreografia estruturada em função do espaço, de uma temática, e pensada na sua forma de apresentação final, também. Portanto, abre-se uma diversidade de caminhos a quem se aventura nesta área. Ainda mais se contarmos com o desenvolvimento de programas informáticos de captação e reprodução de movimento e o trabalho desenvolvido continuadamente por artistas e pesquisadores procurando unir áreas diversas na performance …
Decorrente disto surgiu o FRAME research. Um evento aberto à interacção das novas tecnologias com as artes performativas. Com certeza que uma das áreas deste evento continua a ser uma mostra de vídeo-dança, tanto pela possibilidade de mostrar novos trabalhos de criadores que optaram por esta via, bem como incentivar a criação nacional, proporcionando um espaço de apresentação e de difusão nacional e internacional (através da série Short Screening).
Esta compilação apresentada no Festival Temps D’Image 2009, possui um carácter bastante abrangente, pois apresenta várias propostas de vídeo-dança: animação, mini-documentários, trabalhos experimentais e obras específicas de vídeo-dança (obras pensadas e realizadas de raiz como tal). Permite-se assim mostrar a versatilidade de criação nesta área: vídeo-dança.

 
Curadoria e Direcção de Produção – Alberto Magno | Apoios – Ministério da Cultura | Direcção Geral das Artes | Co-Produção – Teatro Aveirense | ESMAE / Teatro Helena Sá e Costa | Colaboração – FNAC | Escola das Artes / Universidade Católica | Palácio das Artes / Fundação da Juventude | Contagiarte | Festival Temps D’Images (Portugal) | Festival de VídeoDanza de Buenos Aires (Argentina) | Move Festival (Inglaterra) | 700i Festival (Islândia) | UMove (EUA)
Fábrica de Movimentos é financiada pelo Ministério da Cultura/Direcção Geral das Artes
 
:: PROGRAMA > > >