TEMPS D'IMAGES 2008
29 OUT > 17 NOV
   
         
   
         
   
         
   
         
   
 
   
 
 
o cinema à volta de cinco artes cinco artes à volta do cinema
CINEMATOGRAFIA - COREOGRAFIA #2
   
 
 
 

Depois de uma primeira programação em 2007 sobre o tema: cinematografia-coreografia, Temps d'Images, com esta terceira edição de "o cinema à volta de cinco artes - cinco artes à volta do cinema", continua a explorar este vasto território .
Esta programação foi concebida por Pierre-Marie Goulet e Teresa Garcia em parceria com a Cinemateca-Portuguesa e em estreita colaboração com Ricardo Matos Cabo, Stefani de Loppinot, Cyril Neyrat.
Tal como no ano anterior os filmes serão olhados por dentro, pela sua forma cinematográfica, o seu ritmo, o seu movimento, a sua coreografia.
Serão apresentados filmes onde se revelam autênticos bailados do gesto e dos corpos, a dança com os elementos, as deambulações pela cidade, corpos e gestos que hesitam, movimentos que nunca vão até ao fim, corpos em desequilíbrio, corpos mutantes, danças que irrompem inesperadamente criando roturas, metamorfoses, etc.
Um catálogo acompanha esta programação e alguns dos autores dos textos estarão presentes nas projecções para falar e dialogar sobre os filmes. Estarão em Lisboa durante todo o programa; André S. Labarthe, realizador, autor de livros sobre cinema, produtor (com Janine Bazin) da série "Cinastes de notre temps", que vem apresentar o seu filme " Carolyn Carlson Solo", Jean-Andr Fieschi, realizador, autor, crítico dos Cahiers de Cinema na época dos Cahiers "amarelos", Cyril Neyrat (crítico nos Cahiers de Cinéma, responsável da revista Vertigo), Cyril Beghin (autor de diversos livros sobre cinema, escreve também para a revista Vertigo, Cahiers du Cinema). Contamos ainda com filmes, textos e a presença dos realizadores portugueses: Fernando Lopes (Belarmino), Zepe (Stuart), Alberto Seixas Santos, João Botelho, Marina Estela Graça, Nuno Amorim, Margarida Gil, e ainda a escritora Maria Andresen, António Rodrigues e Luis Henriques.

PROGRAMA:
CAROLYN CARLSON SOLO de A.S.LABARTHE 1985 – 52’
PAS DE DEUX de Norman McLAREN 1968 -13’
DIE PUPPE (A Boneca) de E.LUBITSCH 1919-58’
CARABOSSE de Lawrence JORDAN 1980-5’
O VENTO / THE WIND de V.SJOSTROM 1928 – 79’
BLACK ICE de Stan BRAKHAGE 1994-3’
WATER MOTOR de Babette MANGOLTE 1978-7’
A TRINDADE MALDITA / THE UNHOLY THREE de Tod BROWNING 1925-86’
CAPRICES DE NOËL de Norman McLAREN 1962- 9’
A FORÇA DO SEXO FRACO de Ingmar BERGMAN 1964-80’
CANON de Norman McLAREN 1964 – 10’
CARNIVAL OF SOUL de Herk HAREY 1962 – 84’
NECROLOGY de S.LAWDER 1971- 11’
O CARTEIRISTA de Robert BRESSON 1959 – 75’
LE HORLA de Jean-Daniel POLLET 1966-38’
SCHWECHATER de Peter KUBELKA 1957-58’ 35 mm, cor, 2'
BELARMINO de Fernando LOPES 1963-80’
UN JEU SI SIMPLE de Gilles GROULX 1963-28’
Era Uma Vez Um Melro Cantor de Otar IOSSELIANI 1970-85’
STUART de ZEPE 2006-11’
SALOMÉ de Carmelo BENE 1972 – 80’
MURIEL de Alain RESNAIS 1963 – 115’
HOME STORIES de Matthias MÜLLER 1990-10’
MÉDITERRANÉE de Jean-Daniel POLLET 1963-45’
FIM e VIDA de Artavazd PELECHIAN
AS NOITES BRANCAS de Luchino VISCONTI 1957-97’
LAÇOS ETERNOS de André DELVAUX 1986 -97’

:: BLOG > > >