TEMPS D'IMAGES 2007
30 OUT > 15 DEZ
   
         
   
         
   
         
   
         
   
         
   
         
   
 
 
abraham hurtado
I WAS THERE
   
 
 
 

Ainda nesse aperfeiçoamento infinito da repetição teremos perdido o tempo em que as coisas sucederão de verdade. E enquanto tratamos de revivê-lo para impedir que seja passado, outro tempo distinto estará a acontecer, e nesse, sem dúvida, não seremos os mesmos.
Este encontro com seis mulheres é um exercício de memória subjectiva, de situações cruzadas, onde “ a mulher “ é o grande mistério inquietante e sugestivo. A força e a fragilidade unem-se para criar mais uma contradição. Onde está a verdade, no que vemos, ou no que sentimos? Um trabalho que parte do encontro de todas elas num Não – Lugar.
Conheço-te, mas não sei o teu nome. Lembro-me deste lugar, nas não sei se estive aqui. Estas expressões são cada vez mais quotidianas e usadas... Perdemos a memória.
Neste projecto, estou interessado em encontrar uma reacção física às sensações criadas pelas experiências vividas, ou seja, parto da memória, sem ser objectivo, transformando o impulso da primeira recordação para poder criar um quadro coreográfico à distância. Utilizo o vídeo em “ I was there “ como se fosse a ficção dessas memórias, e trabalho na palco a realidade dessas mulheres diante de um público, e o modo como, de uma situação “backstage“, avançam para a ficção, criada pelas próprias no écran. Nós estamos na realidade, e elas levam-nos para a sua ficção... I was there.

 

Conceito e Direcção Artística Abraham Hurtado
Co-criadores e performers Anabel Labrador, Maureen Lopez, Anee Maud Mayer, Kotomi Nishiwaki, Vania Rovisco, Sofia Verastegui
Vídeo Pedro Ballesteros
Música Hahn Rowe, Ivan Roca
Cenografia Lídia Mombiela
Produção La Mecánica (Barcelona)
Co-produção La Mecánica (Barcelona), Mercat des Flors (Barcelona), Centro Parraga (Murcia), Festival Temps d’images/ DuplaCena, Kunstlerhaus Mousonturm (Frankfurt), Ministerio de Cultura (Espanha), Generalitat de Catalunya (Barcelona)