TEMPS D'IMAGES 2005
6 > 16 OUT
   
         
   
         
   
         
   
         
   
         
     
 
 
carlos pimenta, luciana fina e mónica calle
SENSO
   
 

Senso, uma novela em forma de diário, foi publicada em 1883 e é considerada a obra mais significativa de Camillo Boito. Foi adaptada para cinema, por Luchino Visconti, em 1954.

Senso, em italiano, tem o significado de senso, sentido, sentimento e sensualidade. Uma concisa palavra que resume quase toda a obra.
E de tudo isto é feita a personalidade da protagonista, a Condessa Lívia Serpieri.

Tendo como universos de referência a forma literária do caderninho secreto de Boito e a teatralidade e requinte da forma fílmica de Visconti, esta construção dramatúrgica vive entre o tempo da representação e o tempo de um retrato, jogando com a presença da personagem e as convenções do teatro, os artificialismos do drama e o valor e eficácia da realidade bruta.

 

Encenação Carlos Pimenta
Interpretação Mónica Calle
Vídeo Luciana Fina
Figurino Filipe Faísca
Som Hugo Reis
Desenho Luz Daniel Worm D´Assumpção
Produção TNDMII com a colaboração do Festival TEMPS D’IMAGES 2005 / DUPLACENA (Lisboa)