// CALENDÁRIO // PRESS // TDI 2015 // ENG
// SITE EUROPEU
 
JOÃO PEDRO FONSECA // CASCADE (2015)
MNAC - MUSEU DO CHIADO // 14 OUT. 2015 > 24 JAN. 2016
  < < < BACK
   

 

Esta obra não é apenas um loop mas uma peça que, através da repetição, entrega-se a uma forma de mudança. A memória da repetição estando ligada à iteração de uma ação num curto espaço de tempo é aqui contrariada pois a peça vive num longo questionamento temporal. Desta forma tende a não se mecanizar sob o exercício da repetição, e o espectador ao confrontar os loops deparar-se-á com certos detalhes de que não se tinha apercebido anteriormente. É do bloco de pedra que nasce o ideal físico da perfeição onde o processo de remoção dá lugar à forma e com ele vem o reflexo do nosso imaginário, um espelho idealista da nossa carne. A criação e a sua ausência vivem sob a forma de poeira, que une este paralelismo antagónico, o elemento basilar para o decorrer da ação onde os corpos nascem e se compõem através dela. A impenetrabilidade dos corpos leva-os ao anulamento mútuo mas mantendo sempre a sua presença anímica, mesmo não vendo a sua verdadeira forma corpórea sabemos que está lá, pois, ao que antes fora apenas um bloco, ao longo da peça, atribuímos um rosto e uma identidade. E no espaço, o espectador, é apenas o testemunho de um fenómeno.

    Realização: João Pedro Fonseca | Mulher performer: Inês Apolinário | Homem performer: Fábio Faustino | Assistente: Maurício Santos