NO PALCO // ESPECTÁCULOS

SOFIA DINGER // A GRANDE ILUSÃO
ALKANTARA | 27 + 28 + 29 NOV > 21h30 | 30 NOV > 18h30

fotomontagem: © João Ferro Martins
PRODUÇÃO

Em abril de 2012, no âmbito da Noite do Manifesto, Sofia Dinger apresentou uma performance em que apelava a Jean Renoir, nome maior do cinema francês. Dois anos depois regressa ao mestre. Uma atriz apropria-se das palavras de um realizador e propõe uma peça de teatro sobre a arte e a vida.
«“Ao escolher um Mestre, o melhor é escolher um que seja grande. Isto não quer dizer que estamos a comparar-nos. Significa, simplesmente, que estamos a tentar aprender alguma coisa com ele”, disse Jean Renoir. E eu segui o conselho, escolhendo-o como um dos meus Mestres.
Encontro-me com ele na sua desconfiança no que toca a planos demasiado definidos, partilho a sua incapacidade de seguir uma linha. “Amo o meu caos”: Percebo “a personagem secreta, misteriosa, a que age ao arrepio das nossas vontades”, que engole a partir de dentro e de que ele tanto fala. E procuro a exaltação do estado de vida, a volúpia, a violência de um corpo em desejo deitado nas margens pinceladas dum rio. Confio que “há um momento em que a criação nos escapa.” E que é nesse momento que estou. Entretanto, recorro ao Mon petit théâtre e construo na companhia do Mestre que escolhi, apropriando-me da sua receita de felicidade: amar muito a realidade. “Memórias inventadas são as que melhor vivem em nós” porque “tu és o outro e… nada mais.”
E não tenho a certeza se o que acabei de escrever é mesmo verdade ou, talvez, uma grande ilusão.»
Sofia Dinger

Conceção e interpretação: Sofia Dinger | Apoio dramatúrgico: Rui Catalão | Apoio à criação: Inês Vaz | Desenho de luz: Daniel Worm d’Assumpção | Apoios/residências artísticas: Atelier Re.al, Espaço Alkantara, Eira, O Espaço do Tempo, São Luiz Teatro Municipal e Museu da Marioneta | Produção: Maria Matos Teatro Municipal